ACEBRA PARTICIPA DE REUNIÃO SOBRE TCFA

O Diretor Executivo da Associação das Empresas Cerealistas do Brasil (ACEBRA), Roberto Queiroga, participou de uma reunião com representantes do setor produtivo, nesta segunda-feira, 18. O encontro ocorreu em Campinas e tratou sobre propostas de alteração nas regras da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental (TCFA), a serem enviadas à equipe de transição do novo governo.

Instituída originalmente para subsidiar a atuação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) de controle e fiscalização, a TCFA é aplicada considerando variáveis como o tamanho da empresa, o potencial de poluição e o nível de uso dos recursos naturais – pequeno, médio ou alto.

Representantes das empresas cerealistas, das cooperativas, da indústria de proteína animal e da revenda de insumos agrícolas estiveram presentes no evento. Na ocasião, ficou claro que as dificuldades para seguir as imposições da TCFA são comuns a todo o setor produtivo do agro. Um dos questionamentos é sobre as distorções quanto à classificação das empresas, seja em relação ao tamanho ou ao seu potencial de poluição ao meio ambiente.

Os presentes foram unânimes ao acordarem que a revisão das tarifas praticadas é urgente e de interesse de todo o agronegócio brasileiro.