Оформить микрозайм в интеренете, онлайн, - это самый простой способ получить займ физическому лицу в России. Такого рода кредит выдаётся без залога и поручителей, на срок от 3 до 30 дней, справки при этом не требуются. Если вам необходима помощь в оформлении или выборе мфо, то на сайте http://credit-n.ru/ вы найдёте всю необходимую информацию. Напоминаем, что процент по микрозайму очень высок, поэтому ваше решение о кредите подобного рода должно быть взвешенным и продуманным.

Representação Governamental

Câmaras Técnicas

CÂMARAS TEMÁTICAS
Crédito, Seguro e Comercialização do Agronegócio (CREDSEC)

Representante: Flávio Andreo (ACEPAR)
Suplente: Roberto Queiroga (ACEBRA)

Descrição: A Câmara Temática discute os mecanismos de apoio à comercialização. Alguns dos temas de enfoque são:

  • Revisão da Ampliação dos limites das subexigibilidade;
  • Regras de Controle para aplicação dos programas do BNDES
  • Crédito Rural;
  • Crédito de Risco;
  • Sistema Privado de Financiamento;
  • Mecanismos de proteção de preços das commodities;
  • Revitalização do Moderfrota e Moderinfra.

ACESSE OS DOCUMENTOS DA CREDSEC: clique aqui http://www.agricultura.gov.br/assuntos/camaras-setoriais-tematicas/camaras-tematicas-1/credito-seguro-e-comercializacao

Insumos Agropecuários (CTIA)

Representante: Alex Novello (ACEPAR)
Suplente: Roberto Queiroga (ACEBRA)

Descrição: a CTIA foi criada no dia 21 de julho de 2004. Inicialmente ela foi constituída como uma câmara setorial e somente em 2005 passou a ser uma câmara temática. A mudança ocorreu devido à grande transversalidade de assuntos ligados às diferentes cadeias produtivas e a importância dos insumos para todas elas.

ACESSE OS DOCUMENTOS DA CTIA: clique aqui [http://www.agricultura.gov.br/assuntos/camaras-setoriais-tematicas/camaras-tematicas-1/insumos-agropecuarios ]

Infraestrutura e Logística do Agronegócio (CTLOG)

Representante: Arney Frasson (ACEPAR)
Suplente: Roberto Queiroga (ACEBRA)

Descrição: A instalação da CTLOG ocorreu no dia 29 de setembro de 2005, no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte (MG). A Câmara é composta por 63 órgãos e entidades e foi criada oficialmente com a edição da Portaria n° 27, de 18 de janeiro de 2006, posteriormente alterada pela Portaria n° 168, de 20 de junho do mesmo ano.

ACESSE OS DOCUMENTOS DA CTLOG: clique aqui [http://www.agricultura.gov.br/assuntos/camaras-setoriais-tematicas/camaras-tematicas-1/infraestrutura-e-logistica]

CÂMARAS SETORIAIS
Soja

Representante: Arney Frasson (ACEPAR)
Suplente: Roberto Queiroga (ACEBRA)

Descrição: a Câmara foi criada em 23 de setembro de 2008 através da Portaria n° 905, oficializada com a publicação no Diário Oficial da União em 24 de setembro do mesmo ano. A Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da soja conta com 21 membros, entre entidades e órgãos ligados ao setor, e foi instaurada porque os temas referentes à soja eram, até então, tratados dentro da Câmara de Oleaginosas e Biodiesel. Por conta do crescimento e pujança do setor, foi criada a CSSOJA para tratar com exclusividade de seus assuntos.

ACESSE OS DOCUMENTOS DA CÂMARA: clique aqui http://www.agricultura.gov.br/assuntos/camaras-setoriais-tematicas/camaras-setoriais-1/soja

Culturas de Inverno

Representante: Vicente Barbiero (ACERGS)
Suplente: Roberto Queiroga (ACEBRA)

Descrição: A Câmara foi instalada no dia 27 de junho de 2003, em sessão solene durante o AGROCENTRO-OESTE, que ocorreu em Goiânia (GO).

A Câmara conta com a representação de 30 órgãos e entidades ligados ao setor. Foi criada oficialmente com a publicação no Diário Oficial da União da Portaria n° 261, de 27 de outubro de 2004, e posteriormente alterada pela Portaria n° 9, de 5 de janeiro de 2006.

ACESSE OS DOCUMENTOS DA CÂMARA: clique aqui http://www.agricultura.gov.br/assuntos/camaras-setoriais-tematicas/camaras-setoriais-1/culturas-de-inverno

Milho e Sorgo

Representante: Celso Esper (ACEMAT)
Suplente: Roberto Queiroga (ACEBRA)

Descrição: A instalação da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Milho e Sorgo ocorreu no dia 6 de julho de 2006, em Brasília-DF. A ideia de instituir a Câmara nasceu durante reunião extraordinária da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Milho e Sorgo, Aves e Suínos, em 21 de fevereiro de 2006, quando foi proposto o desmembramento do colegiado em dois. Na 8ª reunião ordinária da Câmara, em 25 de abril de 2006, após a aprovação dos membros e do ex-Ministro da Agricultura, o desmembramento foi oficializado. A Câmara é composta por 23 órgãos e entidade e foi criada oficialmente com a edição da Portaria nº 294, de 1º de dezembro de 2006, publicado no Diário Oficial da União de 04 de dezembro do mesmo ano.

ACESSE OS DOCUMENTOS DA CÂMARA: clique aqui http://www.agricultura.gov.br/assuntos/camaras-setoriais-tematicas/camaras-setoriais-1/milho-e-sorgo

Feijão e Pulses

Presidente: Roberto Queiroga (ACEBRA)
Suplente: Egon Schaden (CBFP)

Descrição: A instalação da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Feijão ocorreu no dia 31 de outubro de 2006, em Brasília (DF). A Câmara é composta por 26 órgãos e entidade e foi criada oficialmente com a edição da Portaria nº 314, de 18 de dezembro de 2006, publicada no Diário Oficial da União subsequente. Em 2018, após votação, os membros decidiram incluir o termo “Pulses” no nome do colegiado, que passou a se chamar Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Feijão e Pulses.

ACESSE OS DOCUMENTOS DA CÂMARA: clique aqui http://www.agricultura.gov.br/assuntos/camaras-setoriais-tematicas/camaras-setoriais-1/feijao

Câmaras Políticas